Flor_S2 * ' flor, inspirada, te inspira '

Pelos poderes de Greyscow, nós temos a foorçaaaaa

Google+ Followers

Neurose Turbulenta

É irritante a obrigação que diz que temos de estar “bem, obrigada”. Estado permanente de graça e alegria é ilusão. Emendar um final triste de um namoro apaixonado em novos namoros lambedores de feridas não me parece sincero. Perceba como as estações da natureza refletem os períodos de luz e sombra de nossas vidas. A primavera permanente não existe e, mesmo querendo, a gente não consegue colher frutos o ano todo. As quatro estações estão aí, na vida de todos: renovação, totalidade, colheita e repouso... então tudo recomeça. Quem nunca passou por um período de aparente estagnação onde tudo congela? Durante este tempo, nada parece acontecer ou crescer dentro de nós. Alguns acontecimentos tristes e difíceis são inevitáveis. É no vazio, no quarto escuro e solitário, que conseguimos entrar em contato com o mais íntimo de nós. Aceitar os invernos da vida e mergulhar neles de forma consciente – nada a ver com conformidade – garante uma primavera colorida. Nem sempre é possível ter o controle. Às vezes somos tão vulneráveis quanto as flores que estão expostas ao tempo. Nos dias de chuvas fortes, o vento detona suas pétalas, e ela, coitada, nem pode fugir. Quando a gente menos espera, a flor desabrocha novamente... Linda, exuberante, surpreendendo até os mais otimistas. Se você está passando por um outono/inverno, tenha calma. Ninguém ganha sempre, nem os que dizem que ganham. Crescer é uma longa jornada repleta de luz e sombra. Como nos mais belos quadros, a mistura dos dois elementos faz da obra final a representação da perfeição, que nem sempre é perfeita.
Na dúvida, silencie.

Nenhum comentário: