Flor_S2 * ' flor, inspirada, te inspira '

Pelos poderes de Greyscow, nós temos a foorçaaaaa

Google+ Followers

Conhece-se de fato... vivendo!


Todas as referências à origem da festa do Círio de Nazaré remetem à lenda do aparecimento da imagem de N. Sra de Nazaré, com poderes miraculosos, achada por um caboclo. Conta-se, em livros, edições especiais de jornais, artigos e outros escritos, que Plácido José de Souza era um caboclo da região, filho de um português e uma índia nativa. Era agricultor e caçador, e possuía um sítio na estrada do Maranhão (hoje Bairro de Nazaré). Num certo dia de outubro de 1700, Plácido saiu para caçar na região do igarapé Murutucu (onde hoje é a Basílica). Depois de muito caminhar pela mata, parou para refrescar-se nas águas do igarapé. Ao levantar a cabeça, enxergou a imagem de Nossa Senhora entre as pedras cheias de lodo. Católico fervoroso, Plácido levou a santa para o barraco onde morava e ali, em um altar humilde, passou a venerar Nossa Senhora.
Fonte:
http://www.aguaforte.com/antropologia/festaabrasileira/OCirio.html


[...] o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna. O Círio É a grande vela que se acende na Aleluia. Quer dizer: “Cristo, a luz dos povos”. Alfa [...]

E quando tudo acaba, ainda tem mais festa.




Um comentário:

Tainá Nascimento. disse...

não sei como eu sentia a energia disso tudo sem ter ido na corda. agora eu nem sei explicar o que é de tão forte que foi.