Flor_S2 * ' flor, inspirada, te inspira '

Pelos poderes de Greyscow, nós temos a foorçaaaaa

Google+ Followers

Vôo Alto


Oh! Ultrapassei as imperiosas
fronteiras da terra,
E dancei nos céus
com alegres asas de prata;
Em direção ao sol subi,
e com o coração leve fui parte das
alturas, das nuvens entre as quais passa o sol
e fiz muitas coisas
Que você nunca sonharia
- girei e subi direto
E balancei-me no ar,
Bem alto no silêncio iluminado pelo sol.
Planando lá,
Persegui o vento que assobiava,
e bruscamente virei e levei
Meu ansioso aparelho através
de corredores no ar suspensos.

John Magee.

7 comentários:

Acauã Pyatã disse...

Associando a imagem ao texto, me recordo de um elemento nostálgico, o desenho daquele garoto que morava na lua e saia voando por ai, que passava no SBT, a muito deixei de assistir desenhos, mas me veio a mente de repente esse fragmento distante da minha infância, se não me engano o nome era "O Pequeno Principe". O texto assim como o desenho remete a um conceito de liberdade puro e completo, mas afinal de contas é possível um ser humano ser capaz de atingir tal nível de liberdade?

Rsrsrs eu costumo dizer, e ja disse várias vezes em alguns artigos meus que só existe uma possibilidade do ser humano ser livre, como no conceito implícito no texto, que é em pensamento. O corpo humano se cansa, as pernas doem, outros homens podem te prender ou até te matar, mas nada dtem a força do pensamento, força que ultrapassa "imperiosas
fronteiras da terra" e chega as alturas "das nuvens entre as quais passa o sol", onde se pode dizer que "fiz muitas coisas
Que você nunca sonharia". Nada detem a força do pensamento, porque por mais que você seja preso fisicamente, ou impossibilidade, idéias são frutos de uma grande arvore, onde os passarinhos vem se alimentar, voam, e deixam cair as sementes desses frutos, o que torna as idéias como sementes lançadas no ar: algumas caem em cima de rochas, outras na agua, outras na areia da praia, mas outras em terra boa, germinam e geram outra arvore, e mesmo que te matem, idéias boas, sempre serão idéias lançadas no ar, e por mais que nunca sejamos livres no conceito explanado no texto fisicamente, podemos ser livres, voar e subir que nem águias que cortam as nuvens de tempestade para contemplar o sol acima, tão majestosas que até no momento de morrer, procuram o pico de montanha mais alto para ali depositar seus restos mortais.

Idéias que libertam! Idéias que movem o mundo! Idéias principalmente, que mudam o meu e o seu mundo! Isso é a verdadeira liberdade a que se refere o texto, liberdade na força do pensamento!!! Fui!

Fred disse...

Oi Flor de Luxo, seu blog ficou bacana, quanto ao post, linda a poesia.
"Voar, voar, subir, subir, ir por onde for, chegar até o céu cair..."

Beijos e boa semana!

De nascimento, Silva. disse...

teu blog tá me deixando com uma saudade do melhor livro que eu já li...
Eu jé te disse que eu adooro vir aqui?
as tuas flores são tão legais xxx
beijos

Acauã Pyatã disse...

hehehe bom colega, esse teu artigo abriu em minha mente o resgate de algumas idéias e até escrevi no meu blog um artigo que foi inspirado pelas idéias deste teu artigo, só passei pra avisar que surrupiei uma imagem desse teu post pra usar no meu artigo. Ok? rsrsr passe la depois, assim que tiver tempo claro, um abraço.

Menina.dos.olhos.verdes disse...

Vou te linkar também ((:

brigada pela explicação ;D

beijos. blog lindo *.*

O Profeta disse...

Construí um abrigo no deserto da emoção
Os vales são as ruas de um Deus
Fecha-se a alegria da terra
Um último olhar de amor, solto dos olhos teus

Na noite tudo se perde
Mora a sombra, o desvario
A indomável vontade do amor
Tem a força de um Rio


Boa semana


Mágic0 beijo

Pequenininha disse...

Don't forget to fly!!!!

gostei do blog!
;D