Flor_S2 * ' flor, inspirada, te inspira '

Pelos poderes de Greyscow, nós temos a foorçaaaaa

Google+ Followers

Contentamento fatigado*

Ela corria veloz sentindo bafejos de vento em seu rosto. De olhos fechados e braços abertos, sentiu um lampejo inesperado, engoliu algo sem perceber, tal qual um soluço. Em diante, não houve ou suspeitou haver um único momento em que ela não sorrisse, em que ela não suspirasse de paixão por cada detalhe simples da vida que encontrasse - a felicidade chegou e acampou até o instante do para sempre fatigado*. Não havia nada nela que não tivesse cheiro de carinho, afago, amor e liberdade; sua pele emanava.. transpirava.. emoção! Eram ímpetos de tesão e loucura. E de tanto tossir raios luminosos, percebeu que tinha engolido o sol sem perceber.
Um coração iluminado permanece sempre vivo
.
Após tanto amor, tanta emoção, pequenas chuvas de fadiga* aguavam seu grandioso sol; e como um incêndio amazônico foi se desvanecendo em cinza, em pó, migalhas... Das migalhas o que lhe restara eram amores sem ciúmes, sexo sem orgasmo, conhecimento sem sabedoria, desculpa sem perdão, inteiro sem metade... Ela tinha tudo, e tinha nada, ao mesmo tempo. E assim ela foi sobrevivendo, catando migalhas no lugar em que outrora existia tanta fartura, tão pobre e tão rica de espírito.

4 comentários:

Fernando Ricardo disse...

Alô

Augusto Barbosa disse...

Nossa FAntastico ..
AMei lembrei d Clarice^^

Erica Ferro disse...

Que lindo, velho!
E o que importa mesmo é nossa riqueza de espírito.

Feliz ano novo, tá?
Desde já.
Muito obrigada por ter feito meu ano mais bonito e mais gostoso.
Foi um prazer e alegria te conhecer.

Que venha 2010!

Um abraço, Jack.

Marie disse...

Riqueza de espirito torna a vida mais bela.